Notícias

20 jun Empreendedores concluem treinamento do i-CORPS no HCFMUSP

Onze startups nasceram de ideias de pesquisadores e colaboradores da instituição

Equipes do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP) participaram da fase piloto de curso de capacitação de startups, proporcionado pelo Centro de Inovação Tecnológica do InRad/HCFMUSP, aconvite do Coordenador do Núcleo de Inovação Tecnológica do HCFMUSP e Presidente do Conselho Diretor do InRad, Prof. Dr. Giovanni Guido Cerri. Onze startups participaram do treinamento coordenado pelo Prof. Dr. Flavio Grynszpan, do Instituto i–CORPS Brasil; a metodologia é inspirada no Programa i-CORPS, projeto do governo dos Estados Unidos que oferece formação para empreendedores com o objetivo de incentivar a criação de startups a partir de pesquisas desenvolvidas em universidades.

O recrutamento e a coordenação das equipes foram realizados pelo CIT-InRad, pela Diretora Executiva do InRad, Dra Marisa Madi, e pela Dra. Gabriela Ribeiro dos Santos, responsável pela prospecção e apoio à inovação, como ela nos conta:

O treinamento

Começamos a montar o escritório de apoio à inovação há menos de dois anos; nesse período, recebemos várias propostas criativas para soluções de problemas em saúde, partindo de diversos pesquisadores de diferentes Institutos do HCFMUSP. Em outubro de 2016, apresentamos o nosso primeiro “portfólio tecnológico” para convidados do setor produtivo, com a intenção de promover interação e parcerias entre academia e indústria. Foi uma dezena de propostas, que variavam de desenvolvimento de softwares e aplicativos para saúde assistiva e reabilitação, plataformas informatizadas para processos de gestão laboratorial e hospitalar, a novos dispositivos cirúrgicos e equipamentos médicos. As propostas eram (e continuam sendo!) bastante criativas; no entanto, havia ainda um longo caminho a ser percorrido até que pudessem virar bens de valor, úteis a algum segmento significativo da sociedade, e passíveis de interesse comercial.   

 Hoje, após a realização do curso de capacitação de startups, aquelas boas ideias, “apenas”, evoluíram para propostas de soluções  ̶   formuladas e reformuladas  ̶   exigindo muita empatia em investigações e descobertas sobre necessidades e “dores”, do ponto de vista do cliente potencial e do beneficiário final. Os alunos-empreendedores, que deste primeiro piloto, são pesquisadores, cirurgiões, pós-graduandos, funcionários e colaboradores voluntários dos institutos ICESP, ICr, ICHC, IMREA, IPq, InRad e da FMUSP, apresentaram seus “modelos de negócio” de forma brilhante! — Parabéns, vocês iluminaram o cenário.

Esta foi, sem dúvida, uma experiência de sucesso que nos dá uma amostra da inesgotável capacidade inventiva desses jovens empreendedores, de todas as idades e formações. Eles acabaram de colocar  ̶  a líderes, dirigentes e à Instituição como um todo  ̶   o grande desafio de não apenas prospectar e incentivar o espírito empreendedor, mas de pavimentar as vias legais, de estabelecer e consolidar os diversos modelos de parcerias público-privadas, para que suas empresas-filha possam nascer, crescer e nos compensar com desenvolvimento econômico e social. A isso chamamos “inovação”. 

Gabriela Ribeiro dos Santos

Conheça as startups

 

 

 

 

 

 

Fonte: InRad

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.