Notícias

16 out Rede Inova SP elege nova equipe de coordenação

Texto e foto: Marina Nania

Durante sua última reunião, no dia 10 de outubro, os gestores dos Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs) que integram a Rede Inova São Paulo elegeram uma nova equipe coordenadora para mandato de outubro de 2017 a outubro de 2019. O professor Newton Cesário Frateschi, diretor-executivo da Agência de Inovação Inova Unicamp, foi indicado coordenador executivo, e a gerente da Coordenadoria de Planejamento e Negócios do IPT, Flávia Motta, para vice-coordenadora.

Milton Mori, que foi coordenador executivo durante os dois primeiros mandatos da Rede Inova SP, ressalta que o legado deixado por sua gestão é o crescimento da Rede, que hoje conta com 37 instituições membro, e o estreitamento das relações entre os NITs do estado. “Através do projeto Inova Capacita, fomentado pelo CNPq, tivemos a oportunidade de dar suporte tanto aos NITs mais experientes quanto aos recém-implementados, possibilitando que todos nós cresçamos juntos”, acrescenta.

O novo coordenador executivo, Newton Frateschi, agradeceu e parabenizou os coordenadores, os membros e a equipe de organização da Rede pelo trabalho realizado até hoje, reforçando que o laço estabelecido entre as instituições é o que garante a continuidade dessa relação. “A conscientização sobre a importância de se trabalhar em rede é um legado crucial. De agora em diante, nosso papel é manter a unidade entre os NITs, e buscar recursos para a continuidade da Rede”, aponta. Flávia Motta, que está em seu segundo mandato como vice-coordenadora, aponta ainda que é preciso trabalhar em conjunto para estabelecer as principais pautas de interesse das instituições integrantes da Rede, propondo a criação de um grupo de trabalho para discutir o planejamento estratégico e as próximas ações para garantir a continuidade da Rede.

A Rede Inova São Paulo

Criada em 2013, a Rede Inova São Paulo reúne os Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs) do Estado de São Paulo com o objetivo de intensificar suas relações e de fortalecer a cooperação entre as Instituições de Ciência e Tecnologia (ICT) do Estado e o setor empresarial. Mirando este objetivo, a Rede está engajada em diversas atividades, tais como as discussões entorno do Marco Legal de inovação, a capacitação de profissionais e a difusão de conceitos relacionados a temas de transferência de tecnologias, propriedade intelectual e empreendedorismo, fomentando, assim, o ecossistema de inovação e empreendedorismo do Estado.

Atualmente, fazem parte da Rede os NITs das seguintes instituições: Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho” (Unesp), Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT), Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI), Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, Centro Paula Souza, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), Instituto Butantan, Instituto Adolfo Lutz (IAL), Universidade Mackenzie, Instituto de Saúde, Instituto Pasteur, Instituto Lauro de Souza Lima (ILSL), Universidade Federal do ABC (UFABC), Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), Superintendência de Controle de Endemias (SUCEN), Centro Universitário da Fundação Educacional Inaciana "Padre Sabóia de Medeiros" (FEI), Instituto Agronômico de Campinas (IAC), Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL), Instituto Biológico, Instituto de Pesca, Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), Instituto de Economia Agrícola (IEA), Instituto de Zootecnia, Senai-SP, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC FM USP), Instituto de Botânica, Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC Campinas), Instituto Geológico, A. C. Camargo Cancer Center, Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) e Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa do Agronegócio (Fundepag).

 

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.